Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Mato Grosso do Sul / Polcia

Publicado em: 14/08/2020 - 08:13:11

Servidor da Sefaz desviava mercadorias na distribuição

Servidor investigado por desviar materiais da  (Secretaria de Fazenda de Mato Grosso do Sul) era funcionário do almoxarifado e tinha liberdade para sair com os produtos. Alvo de mandado de busca e apreensão nesta quinta-feira (13), ele aproveitava o horário de expediente para agir. As mercadorias eram vendidas ilegalmente para empresas cujo os responsáveis vão responder por receptação.


De acordo com o delegado Ricardo Meirelles, da 3ª Delegacia de  de e responsável pelo inquérito,  o funcionário público se valia do prestígio do cargo, bem como da confiança adquirida ao longo de 20 anos de serviços prestados, para não levantar suspeita. Parte da rotina dele distribuir às unidades da secretaria resmas de papel sulfite e outros produtos de almoxarifado. Para tanto, usava veículo do Estado.


Parte dos bens eram deixados na casa dele. Ele vinha agindo há dois anos e colegas, bem como vizinhos, passaram a desconfiar, tendo em vista o sumiço de parte das encomendas. Ele também era visto descarregando em casa. “Ele estava prestes a terminar a carreira com mais de 20 anos e poderia se aposentar com conduta ilibada, mas acabou cometendo este crime”, explicou o delegado Meirelles.


Além de material proveniente de órgãos públicos como canetas e papéis de envelope, os policiais apreenderam na casa dele ainda R$ 4 mil em espécie. Ele afirmou que parte do dinheiro resultou das vendas destes produtos, e que teria lucrado cerca de R$ 50 mil. “Estamos fazendo um levantamento para avaliar o total do prejuízo”, explicou o delegado, lembrando que as investigações prosseguem.


O próximo passo é descobrir quais são as empresas que compravam as mercadorias, pois os responsáveis vão responder por receptação. “A investigação só termina quando todos os envolvidos são indiciados”. O servidor foi indiciado por , mas não foi preso por não haver flagrante. Caso seja condenado,  pode pegar até 12 anos de prisão e se obrigado à restituir os danos causados ao erário.


Foto: Henrique Arakaki, Midiamax




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Servidor da Sefaz desviava mercadorias na distribuição"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Colisão entre carretas e carros mata condutor na MS-306

  Após confusão no PSL, Soraya vai ao TRE contra Trutis

  Homem é morto a tiros em Camapuã no sábado (12)

+Notícias mais lidas da semana

Vacina BCG será testada contra coronavírus em MS
Teste será realizado em profissionais da saúde que ainda não foram infectados
‘Sertanejo ostentação’ revelou lavagem de dinheiro
Polícia Federal investiga 19 pessoas da mesma família em MS, MT e Paraguai
MS: Quatro municípios dobraram população em 20 anos
Em Camapuã houve queda populacional de 16.446 para 13.693, ou seja, 16,7%.
Familiares de casal morto a tiros prestam depoimento
A mulher foi encontrada com o short abaixado
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®