Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Polícia / Assassinato

Publicado em: 31/07/2020 - 10:03:55

Com medo de morrer, matador de Carla quer ficar no IPCG

O servente de pedreiro Marcos André Vilalba de 21 anos, que tentava uma transferência para o Centro de Triagem em Campo Grande desistiu e preferiu ficar encarcerado no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) após ser informado de que a sua transferência só poderia ocorrer para a Penitenciária de Segurança Máxima da Gameleira ou para um estabelecimento penal do interior, devido ao crime sexual que praticou. Ele é acusado do assassinato de Carla Santana Magalhães de 25 anos.


Marcos assinou um termo quando foi pedida a sua transferência pela defesa. Nesse termo, que precisa ser relato os fatos que embasam o pedido, o servente afirmou que nunca sofreu ameaças, agressões físicas ou psicológicas e que tem um bom convívio com a massa carcerária. No IPCG são encarcerados em sua maioria detentos, que praticaram crimes sexuais ou que sofrem algum tipo de ameaça, que coloque em risco a vida do detento.


No Instituto Penal existe uma ala específica para os autores de crimes sexuais. Marcos André estuprou Carla depois de morta, praticando o crime de vilipêndio de cadáver o que em outros presídios onde não existe ala especifica para este tipo de crime, o servente correria risco de vida, já que no ‘código’ dos presos essa violação não é aceita.


O servente foi denunciado pelo MPMS (Ministério Público Estadual) pelo assassinato de Carla. Ele foi indiciado por feminicídio, vilipêndio de cadáver e ocultação de cadáver. A jovem foi sequestrada no dia 30 de junho em frente de sua casa por Marcos que aplicou um golpe de mata leão nela, e a arrastou para dentro de sua casa a esfaqueando no pescoço.


Depois de matar Carla, o servente levou o corpo para o banheiro, o lavou e estuprou a jovem. Ela foi colocada debaixo da cama dele, que conviveu com o corpo por mais dois dias até o abandonar em frente a uma conveniência na esquina da casa da família de Carla.


Marcos André foi denunciado pelo MPMS (Reprodução)




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Com medo de morrer, matador de Carla quer ficar no IPCG"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Motoentregador é assassinado por colega na Capital

  Servidor da Sefaz desviava mercadorias na distribuição

  Ildo Furtado é pré-candidato a Prefeito de Figueirão

+Notícias mais lidas da semana

China diz que detectou coronavírus em frango brasileiro
Importações estão mantidas; Autoridades pedem cuidados no preparo dos alimentos.
Em passeio de moto, jovem sofre acidente e morre
Ele esta com amigos. Foi na MS-080, próximo a Corguinho.
Motociclista morre sofrer acidente na Cônsul Assaf Trad
Foram quatro mortes de motociclistas neste final de semana na Capital
Cantor sertanejo e mais 3 morrem em acidente de carro
Foi na MT-251, estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®