Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Mato Grosso do Sul / Geral

Publicado em: 01/07/2020 - 09:15:09

PM ex-segurança de Reinaldo tem R$ 1 milhão bloqueado

O ex-segurança do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) teve R$ 1.096.369,93 bloqueados pelo juiz David de Oliveira Gomes Filho, da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, após admitir que recebeu os valores como vantagem indevida. Ricardo Campos Figueiredo foi expulso da Polícia Militar e condenado a mais de 18 anos de prisão.


A ação é movida pelo MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul) com base no depoimento de Figueiredo, que admitiu ser lotado, à época da Operação Oiketicus, que desarticulou parte da ‘Máfia dos Cigarreiros’, na Casa Militar e também ser o responsável pela segurança pessoal do governador.


Campos disse à Justiça ‘que teria interferido em promoções e em transferências de Policiais Militares envolvidos com o favorecimento ao contrabando, possibilitando, assim, que os mesmos atuassem em posições estratégicas dento da Corporação Policial Militar, bem como em bases operacionais estratégicas para a organização criminosa’.


Apesar de ter admitido que teria recebido mais de R$ 1 milhão em vantagens indevidas, a decisão sobre o bloqueio havia sido postergada para depois da manifestação preliminar. O Ministério pediu, então, reconsideração da decisão, já que a Justiça já reconheceu a culpabilidade de Campos.


O juiz David de Oliveira reconheceu o posicionamento do Ministério e determinou o bloqueio, alegando que ‘ o juízo já
decidiu pela indisponibilidade de bens em diversos casos logo no início do processo’. “Não vejo, entretanto, problema em fazer a análise do pedido de indisponibilidade agora, pois o autor sustenta um real e iminente perigo de desfazimento do patrimônio”.


Ex-segurança


Para fazer a lavagem deste dinheiro, Ricardo Campos teria usado o nome de um dos filhos e de um amigo na aquisição de bens e na abertura de conta bancária. O ex-sargento tinha proximidade com o “alto escalão do Poder Executivo”, tendo sido da segurança velada do governador Reinaldo Azambuja. O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) diz que Ricardo Campos tinha posição destacada dentro da estrutura da organização criminosa, inclusive influenciando nomeações e transferências de colegas envolvidos no esquema.


Militar foi alvo do Gaeco por facilitar contrabando de cigarro. Foto: Arquivo


 




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "PM ex-segurança de Reinaldo tem R$ 1 milhão bloqueado"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Motoentregador é assassinado por colega na Capital

  Servidor da Sefaz desviava mercadorias na distribuição

  Ildo Furtado é pré-candidato a Prefeito de Figueirão

+Notícias mais lidas da semana

China diz que detectou coronavírus em frango brasileiro
Importações estão mantidas; Autoridades pedem cuidados no preparo dos alimentos.
Em passeio de moto, jovem sofre acidente e morre
Ele esta com amigos. Foi na MS-080, próximo a Corguinho.
Motociclista morre sofrer acidente na Cônsul Assaf Trad
Foram quatro mortes de motociclistas neste final de semana na Capital
Cantor sertanejo e mais 3 morrem em acidente de carro
Foi na MT-251, estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®