Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Economia / Combustíveis

Publicado em: 13/04/2020 - 11:13:56

Demanda diminui e preço da gasolina cai na Capital

Queda na demanda por gasolina no mercado fez com que o combustível registrasse nova queda de preços nas bombas, já sendo encontrado por menos de R$ 4 em Campo Grande. A procura diminiu devido as medidas de isolamento social no enfrentamento a pandemia do coronavírus e, mesmo na semana em que houve a reabertura do comércio, preço médio continuou na tendência de baixa.


Presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse, na última sexta-feira (3), que o mercado brasileiro registrou queda de 50% a 60% na demanda. Além disso, no mês passado, a estatal anunciou quatro reduções de preços nas refinarias, que somadas chegaram em 35%.


Pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP) aponta que, no sábado passado (4), preço médio da gasolina era de R$ 4,260, com o litro podendo ser encontrado entre  R$ 4,099 e R$ 4,499 nos postos da Capital.


Nesta semana, a ANP não divulgou pesquisa, mas levantamento realizado pelo Correio do Estado nos postos encontrou o litro da gasolina comercializado a R$ 3,98. Considerando o preço médio, a redução é de -6,56%. Já no comparativo com o menor preço, retração é de -2,90%.


No Estado, preço médio registrado até o último sábado, quando foi divulgada a última pesquisa, era de R$ 4,365. O menor valor encontrado foi de R$ 3,829, em Três Lagoas, e o maior por R$ 4,996, em Corumbá.  


Retração começou a ser observada a partir do dia 21 de março, na semana em que foram decretadas medidas de restrição de circulação para conter o avanço do contágio do coronavírus. A medida diminuiu o número de veículos circulando nas vias.


Antes Da medida, preço médio da gasolina era de R$ 4,527 no Estado, o que representa queda acumulada, em dinheiro, de R$ 0,547 por litro, ou -12,08% na variação percentual. 


Correio do Estado entrou em contato com o diretor-executivo doSindicato dos Revendedores de Combustíveis de MS (Sinpetro), Edson Lazarotto, para saber quais as tendências para o preço dos combustíveis nas próximas semanas e avaliação sobre a queda do preço nas bombas, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem. 


 


Gasolina é comercializada a R$ 3,98 na Capital - Foto: Álvaro Rezende / Correio do Estado 






 

Correio do Estado / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Demanda diminui e preço da gasolina cai na Capital"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  PRF desmonta ponto de veículos roubados e clonados emMS

  PM ex-segurança de Reinaldo tem R$ 1 milhão bloqueado

  Brasil tem 58.927 mortes por coronavírus confirmadas

+Notícias mais lidas da semana

Carro capota na MS-436, na região de Camapuã
O HB20 tem placa de Costa Rica e duas pessoas ficaram feridas.
OLX cria verificação com foto de documento em MS
Medida veio após enxurrada de golpes nas negociações.
Leia: O historiador que previu uma grave crise em 2020
Adverte ainda sobre período perigoso da História
Alta velocidade e neblina provocam capotamento de Hilux
Foi na BR-262 sentido Ribas do Rio Pardo. Três se feriram.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®