Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Política / Partido Político

Publicado em: 00/00/0000 - 18:51:07

Confira os 10 capítulos da crise que sacode o PSL

A cúpula do PSL e o presidente Jair Bolsonaro vivem dias de tensão. O auge da crise dentro do partido, no entanto, ocorreu nesta quinta-feira (17/10), em um dia que culminou em destituições e áudios vazados. 


A crise, no entanto, não teve início nesta quinta. O Correio separou uma lista com 10 motivos e fatos que ajudam a explicar o confronto entre o partido e a ala bolsonarista dentro do Congresso. 


Investigações contra PSL e Bivar 


Em 4 de outubro, o Ministério Público denunciou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e outras 10 pessoas por envolvimento em um esquema por uso de candidaturas laranjas na última eleição. Em Pernambuco, um dos alvos da Polícia Federal é o presidente do PSL, Luciano Bivar. Ele é acusado de usar candidatas mulheres para desviar dinheiro do fundo especial de campanha, mas nega as acusações. 


''Esquece o PSL''


Em 8 de outubro, ao cumprimentar apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro pediu a um homem, que se apresentou como pré-candidato do PSL em Recife (PE), para esquecer o partido. "Esqueça o PSL, tá ok?", disse Bolsonaro. O homem, em resposta, disse que ele, Bolsonaro e Luciano Bivar estão "juntos por um novo Recife". Ainda no áudio é possível ouvir a hora em que Bolsonaro fala sobre Bivar: "O cara tá queimado para caramba lá". 


Saída jurídica e novas legendas 


Com a divulgação do áudio, na semana passada, Bolsonaro passou a buscar uma saída jurídica para tentar se desligar do partido. Ele assinou um requerimento para pedir a Bivar apresentar a prestação de contas do partido nas eleições de 2018 e tornar públicas informações sobre as finanças da legenda. Dessa forma, o presidente e outros parlamentares interessados poderiam usar eventuais irregularidades para pedir a desfiliação por justa causa — ou seja, sem que haja perda de mandato. 


Nesse cenário, Bolsonaro começou a conversar com outras cinco legendas para tentar estabelecer um novo vínculo partidário. Com isso, cresce a pressão para que a cúpula do PSL expulse deputados bolsonaristas da legenda


Operação da PF 


Nesta terça-feira (15/10), Bivar foi alvo de mandado de busca e apreensão. A Operação Guinhol investiga esquema de candidaturas laranjas — o que poderia justificar saídas do PSL, segundo o ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga. 


União para tirar Waldir 


Também na terça-feira (15/10), deputados bolsonaristas deram início a um movimento para tentar destituir o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO). Isso porque além de obstruir a votação da medida provisória da reforma administrativa e tirar o líder do governo, o deputado Major Vitor Hugo (GO) da comissão especial que analisa a aposentadoria dos militares, Waldir também se uniu à Bivar. O deputado chegou a negar negociações para saída do PSL


Áudios vazados 


Na quarta-feira (16/10), diálogos do presidente Jair Bolsonaro com um deputado foram vazados pela Revista Crusoé. Na gravação, Bolsonaro tenta convencer parlamentares a assinarem uma lista para tirar o Delegado Waldir do cargo de líder da legenda. Em resposta ao áudio, Bolsonaro disse que a divulgação foi "desonestidade"


Delegado fica 


A ideia era trocar Delegado Waldir pelo filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (SP). Ele chegou a ser anunciado como novo líder do partido na Câmara, mas o partido entregou uma lista com 29 assinaturas a favor de manter o líder


Joice sai 


Nesta quinta-feira (17/10), Bolsonaro decidiu tirar a deputada Joice Hasselmann da liderança do governo do Congresso, após a deputada ter votado contra Eduardo para ser o novo líder do partido. No lugar de Hasselmann, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) assumiu o cargo. 


Eduardo e Flávio também saem 


Também nesta quinta (17/10), Bivar decidiu retirar Flávio e Eduardo Bolsonaro dos diretórios do partido no Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente. 


Implodir o presidente 


A insatisfação é tão grande dentro do partido que um áudio de uma reunião de deputados federais do PSL vazou para a imprensa nesta quinta. Na gravação, é possível ver Delegado Waldir dizer que vai "implodir" Bolsonaro, caso ele tente promover mudanças dentro da sigla. E que era fiel a "esse vagabundo"


Bolsonaro diz que vazamento de áudios foi "desonestidade" (foto: Mauro Pimentel/AFP)


 




 

Correio Braziliense-Política/Deborah Fortuna / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Confira os 10 capítulos da crise que sacode o PSL"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Homem de 43 anos desaparece após cair de lancha

  Policial militar é encontrado morto em casa na Capital

Marido tenta matar mulher sufocada em Amambai

+Notícias mais lidas da semana

'Dia triste', diz secretário diante de 16 mortes em 24h
91 pacientes estão internados em leitos de UTI
Energia mais cara incentiva uso da energia solar
No MS, foram aplicados mais de R$ 100 milhões do FCO em placas solares neste ano
Leia: O historiador que previu uma grave crise em 2020
Adverte ainda sobre período perigoso da História
Operação contra juízes, advogados e empresários em GO
PF cumpre 17 mandados de busca e apreensão autorizados pelo STJ.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®