Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 07/10/2019 - 07:56:51

Policial mata a esposa e suposto amante

Um policial militar ambiental matou a esposa de 32 anos e um corretor de imóveis na noite de sábado (5) em Paranaíba, cidade no leste de Mato Grosso do Sul. Segundo o site JP News, o militar descobriu que a esposa e o corretor mantinham um suposto caso extraconjugal.


Capturas de tela de mensagens entre as vítimas foram enviadas para o policial. Em seguida, ele verificou o telefone celular da esposa e não encontrou nada que comprovasse o suposto caso. Sem encontrar nada, ele foi atrás do corretor.


Ao encontrar o homem, ele disparou um tiro contra o peito da vítima. Ela correu e foi baleada novamente nas costas. O militar foi em seguida atrás da esposa, e a matou na frente do filho do casal. Após cometer o crime, o policial fugiu, de acordo com o site O Interativo.


 


(Foto: Ilustrativa) 




 

Correio do Estado/ Camapu News

Opiniões

0 Comentários para "Policial mata a esposa e suposto amante"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

Ex-vereadores de 3 cidades devolverão R$ 124,4 mil

  Uma menina de 3 anos viu os pais serem mortos a facadas

Bolsonaro tem 43% de rejeição e 33% de aceitação

+Notícias mais lidas da semana

Mulher com Covid fura isolamento e presa em MS
Foi em Ponta Por. Ela vai ter que ficar em casa e com tornozeleira.
'Caminho é cadeia ou cemitério', lamenta mãe
A frase é da mãe do adolescente morto durante assalto à policial.
28 crianas testaram positivo para coronavrus em MS
Nenhuma delas ficou internada. 22 ainda esto em isolamento domiciliar.
MS: Vereador é condenado por receptação de gado furtado
A pena é de quatro anos, quatro meses e seis dias de prisão
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®