Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Água Clara / Polícia

Publicado em: 03/06/2019 - 14:57:44

Alunos denunciam tortura e estupro após palestra

Uma operação da Polícia Civil de Água Clara, cidade a 193 quilômetros de Campo Grande, na última sexta-feira (31), terminou com dois homens presos pelos crimes de tortura, cárcere privado, ameaça, lesões e abuso sexual contra criança. Eles foram denunciados por crianças, alunas de uma escola rural da cidade.


A operação, denominada “Longa Manus”, foi realizada pela polícia em conjunto com o Conselho Tutelar. Segundo a Polícia Civil, durante uma palestra feita pelo Conselho aos alunos, as crianças denunciaram os crimes. No primeiro caso, elas contaram que um padrasto mantinha a mulher e os filhos, uma menina de 12 anos e um menino de 7 anos, em cárcere privado. No segundo, crianças teriam sido abusadas sexualmente por motoristas escolares.


Após receberem as denúncias, os conselheiros repassaram o caso para a Polícia Civil, que prendeu dois homens. O suspeito de tortura foi preso em flagrante em casa. A companheira passou por exame de corpo de delito e apresentou várias cicatrizes permanentes nas costas, provocadas pelo autor.


Conforme depoimento das vítimas, o homem, de 33 anos, utilizava uma mangueira de borracha e um pedaço de couro de cela de cavalo, além de uma fivela de cinto para agredir a mulher e as crianças. Além disso, as crianças eram proibidas de se comunicarem com o pai biológico. O suspeito guardava o único celular da casa e só ele poderia dar permissão para uso do aparelho.


Por fim, as vítimas contaram que na última ameaça, o homem teria dito que se a menina de 12 anos contasse para alguém o que acontecia em casa, ela teria a língua cortada. Ele foi preso e responderá pelos crimes de cárcere privado, ameaça, lesão corporal, entre outros. Se condenado, a pena pode ultrapassar os 40 anos de reclusão.


Já sobre a denúncia de abuso sexual de alunos, os policiais localizaram o motorista suspeito e ele negou as acusações. Como muitas testemunhas confirmaram os fatos, o judiciário expediu um mandado de prisão temporária e ele foi detido. Na casa dele, ainda foi encontrada uma arma de fogo, que foi apreendida. O caso será investigado.






Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Alunos denunciam tortura e estupro após palestra"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Mourão diz que desmatamento foi além do aceitável

  Covid-19: Desde sexta, MS teve 21 mortes oficializadas

  Adolescente mata amiga com tiro acidental e arma do pai

+Notícias mais lidas da semana

Reinaldo e filho são indiciados pela PF na Vostok
Eles foram indiciados pela Federal por corrupção e lavagem de dinheiro
Com doença autoimune Cleber morreu de covid aos 45 anos
A doença autoimune desconhecida agravou saúde após dengue e covid-19
Jovem morte em acidente na Capital foi jogada do carro
Acidente foi no Bairro Cabreúva ontem a noite.
Facebook derruba páginas fake news ligadas a Bolsonaro
Tercio A. Tomaz trabalha com o presidente e integra o chamado 'gabinete do ódio'
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®