Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Dourados / Geral

Publicado em: 10/05/2019 - 07:38:41

Dourados: vereadores afastados querem receber salários
Cirilo Ramão e Pedro Pepa foram afastados em dezembro do ano passado e substituídos por suplentes (Foto: Divulgação)Cirilo Ramão e Pedro Pepa foram afastados em dezembro do ano passado e substituídos por suplentes (Foto: Divulgação)


Presos em dezembro do ano passado na Operação Cifra Negra e afastados do mandato no mesmo mês por ordem judicial, os vereadores Pedro Pepa (DEM) e Pastor Cirilo Ramão (MDB) não desistem de tentar receber os salários do período que estão fora da Câmara de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.


Após a Mesa Diretora da Câmara negar a solicitação de pagamento feita em março, a dupla recorreu à Justiça e a ação com pedido de liminar com urgência está com o juiz da 6ª Vara Cível José Domingues Filho.


Segundo o Ministério Público, os dois faziam parte de um esquema criminoso montado na Câmara para cobrar propina de empresas contratadas através de licitações fraudulentas.


Assinada pelo advogado José Roberto Teixeira Lopes, a ação tem como ré a Câmara de Vereadores de Dourados, representada pelo presidente Alan Aquino Guedes de Mendonça (DEM), e pede o pagamento de R$ 151 mil referentes aos salários que deixaram de ser depositados desde o afastamento. O salário mensal de um vereador em Dourados é de R$ 12,6 mil brutos.


Na ação, os vereadores pedem o pagamento “de todas as remunerações devidas desde o efetivo afastamento, em razão do caráter alimentar da verba, de expressa determinação legal e ordem judicial para tal desiderato”.


Pepa e Cirilo foram denunciados junto com o ex-presidente da Câmara e também vereador afastado Idenor Machado (PSDB), que não entrou com pedido para receber os salários.


Os três enfrentam atualmente processos de cassação dos mandatos por quebra de decoro parlamentar. O prazo para as comissões processantes entregarem os relatórios finais vence no dia 19.


Na terça-feira (7), a Câmara cassou, por unanimidade, o mandato da vereadora Denize Portolann (PR), também presa e afastada, mas no âmbito de outra operação, a Pregão. Em março ela também havia tentado receber os salários de vereadora, mas o pedido foi negado.


(Foto: Divulgação)





 



Opiniões

0 Comentários para "Dourados: vereadores afastados querem receber salários"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Assassino de secretário municipal é preso em barreira

  Dois morrem após veículo bater em caminhão na BR-163

  Congresso do Peru aprova fim da imunidade parlamentar

+Notícias mais lidas da semana

'Dia triste', diz secretário diante de 16 mortes em 24h
91 pacientes estão internados em leitos de UTI
Energia mais cara incentiva uso da energia solar
No MS, foram aplicados mais de R$ 100 milhões do FCO em placas solares neste ano
Leia: O historiador que previu uma grave crise em 2020
Adverte ainda sobre período perigoso da História
Prêmio do Nota MS Premiada é dividido por 4 ganhadores
Os vencedores dessa edição são de Campo Grande, Maracaju, Antônio João e Amambai
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®