Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Dourados / Geral

Publicado em: 10/05/2019 - 07:38:41

Dourados: vereadores afastados querem receber salários
Cirilo Ramão e Pedro Pepa foram afastados em dezembro do ano passado e substituídos por suplentes (Foto: Divulgação)Cirilo Ramão e Pedro Pepa foram afastados em dezembro do ano passado e substituídos por suplentes (Foto: Divulgação)


Presos em dezembro do ano passado na Operação Cifra Negra e afastados do mandato no mesmo mês por ordem judicial, os vereadores Pedro Pepa (DEM) e Pastor Cirilo Ramão (MDB) não desistem de tentar receber os salários do período que estão fora da Câmara de Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande.


Após a Mesa Diretora da Câmara negar a solicitação de pagamento feita em março, a dupla recorreu à Justiça e a ação com pedido de liminar com urgência está com o juiz da 6ª Vara Cível José Domingues Filho.


Segundo o Ministério Público, os dois faziam parte de um esquema criminoso montado na Câmara para cobrar propina de empresas contratadas através de licitações fraudulentas.


Assinada pelo advogado José Roberto Teixeira Lopes, a ação tem como ré a Câmara de Vereadores de Dourados, representada pelo presidente Alan Aquino Guedes de Mendonça (DEM), e pede o pagamento de R$ 151 mil referentes aos salários que deixaram de ser depositados desde o afastamento. O salário mensal de um vereador em Dourados é de R$ 12,6 mil brutos.


Na ação, os vereadores pedem o pagamento “de todas as remunerações devidas desde o efetivo afastamento, em razão do caráter alimentar da verba, de expressa determinação legal e ordem judicial para tal desiderato”.


Pepa e Cirilo foram denunciados junto com o ex-presidente da Câmara e também vereador afastado Idenor Machado (PSDB), que não entrou com pedido para receber os salários.


Os três enfrentam atualmente processos de cassação dos mandatos por quebra de decoro parlamentar. O prazo para as comissões processantes entregarem os relatórios finais vence no dia 19.


Na terça-feira (7), a Câmara cassou, por unanimidade, o mandato da vereadora Denize Portolann (PR), também presa e afastada, mas no âmbito de outra operação, a Pregão. Em março ela também havia tentado receber os salários de vereadora, mas o pedido foi negado.


(Foto: Divulgação)





 



Opiniões

0 Comentários para "Dourados: vereadores afastados querem receber salários"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Serviços do INSS serão acessados só por internet

  Farmácia é autuada por diferença nos preços

  Número de homicídios cai, mas de feminicídios aumentam

+Notícias mais lidas da semana

Camapuã: Câmara analisa afastamento do prefeito e vice
A base é recebimento pelo juiz da denúncia do MP por improbidade administrativa
Câmara de Camapuã entrega Título de ‘Mulher Inspiradora
Evento homenageou nove mulheres da cidade e teve palestra motivadora.
Médico genecologista e mulher morrem em acidente aéreo
Foi na Capital. Eles estavam na aeronave que caiu no aeroporto Santa Maria
Capivara vira caso de polícia em bar de Coxim
O proprietário do estabelecimento, de 55 anos, foi quem fez o acionamento.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®