Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Camapuã / Eventos

Publicado em: 07/02/2019 - 22:58:07

Camapuã tem lei que implanta 13º no Família Acolhedora

Referência em Mato Grosso do Sul e destaque nacional, quando o assunto é acolhimento familiar, o Serviço Família Acolhedora de Camapuã, comarca distante 140 km da Capital, segue sua trajetória de aprimoramento e evolução.


 E, nesta quinta-feira (7), o serviço de Acolhimento Familiar obteve mais uma avanço: a criação do 13º auxílio às Famílias Acolhedoras. O ato foi realizado nesta manhã, durante evento na Câmara Municipal de Vereadores, com a presença da rede municipal de proteção à criança. O anúncio foi feito pela vice-prefeita municipal Luzia Maidana, representando o prefeito Delano Uber.


 A ocasião também serviu para dar boas-vindas e ouvir a estudiosa Denise Andreia de Oliveira Avelino. Denise é doutoranda em Família e Sociedade pela Universidade Federal de Viçosa (MG) e permanecerá uma semana em Camapuã. Com amplo currículo na área da infância e juventude, ela desenvolve a tese “A política social no Brasil: um estudo da práxis de Acolhimento Familiar para crianças e adolescentes em Camapuã (MS) e Viçosa (MG)”.



Segundo ela, a importância de se estudar o Serviço de Acolhimento Familiar de Camapuã está na valorização do trabalho das Famílias Acolhedoras, na parceria que se estabelece por todos os envolvidos na realização do serviço e nos indicadores de sucesso já apresentados, contrapondo-se à realidade brasileira ainda com baixo índice de êxito.


Denise informou que está em conversação com a atual Secretária Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrúcia de Melo Andrade, para apresentação da conclusão de seus estudos àquela Secretaria, uma vez que trata-se de tese inovadora e propositiva sobre tema ainda pouco refletido.


O juiz Deni Luis Dalla Riva, da Infância e Juventude da comarca, lembra que o serviço vem obtendo conquistas e se solidificando ao longo do tempo.“O Família Acolhedora pertence à comarca e existe para o bem das crianças que dele precisam. Os administradores entendem isso, porque vêem os resultados, e cada gestão acaba colocando seu tijolinho nessa edificação”.


Deni lembra também que várias foram as conquistas e cita a remuneração da Família Acolhedora, mesmo quando não está acolhendo; a isenção de IPTU do imóvel da Família Acolhedora; o descanso anual remunerado; e a equipe técnica própria e concursada.


Saiba mais - Prestes a completar 17 anos de existência, período no qual nenhuma criança em situação de vulnerabilidade da comarca foi institucionalizada, o Acolhimento Familiar de Camapuã se caracteriza pela conscientização da rede municipal de proteção à criança e pela valorização dos profissionais que executam o acolhimento.


Por meio deste serviço, famílias residentes no município, selecionadas criteriosamente por equipe técnica, passam a integrar o programa e são capacitadas e remuneradas para receber crianças e adolescentes afastadas pela justiça da família de origem. O acolhimento é temporário e dura até que seja possível a reintegração familiar ou o encaminhamento à adoção.


Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br


Foto: Divulgação (prédio do Fórum de Camapuã)




 

Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Camapuã tem lei que implanta 13º no Família Acolhedora"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Inovação à mesa: salada de músculo com maçã e nozes

  Juiz quer avaliação psicológica de advogada

  Jovem agride idosa de 80 anos a pauladas para roubar

+Notícias mais lidas da semana

Câmara realiza Sessão Inaugural com presença doPrefeito
Delano Huber, acompanhado de praticamente da equipe, fez leitura de sua mensagem
Camapuã:Espaço Cultural da Câmara traz volta ao passado
Além da galeria de presidentes, ‘Espaço Cultural José Jonas’ expõe fotos antigas
Jornalista Boichat morre em queda de helicóptero em SP
Aeronave bateu na parte dianteira de um caminhão na Rodovia Anhanguera
Marco da Praça Solon Borges recebe golpe da natureza
Há menos de 2 anos recebeu golpe da Prefeitura, quando foi arrancada o arco real
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®