Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Camapuã / Eventos

Publicado em: 07/02/2019 - 22:58:07

Camapuã tem lei que implanta 13º no Família Acolhedora

Referência em Mato Grosso do Sul e destaque nacional, quando o assunto é acolhimento familiar, o Serviço Família Acolhedora de Camapuã, comarca distante 140 km da Capital, segue sua trajetória de aprimoramento e evolução.


 E, nesta quinta-feira (7), o serviço de Acolhimento Familiar obteve mais uma avanço: a criação do 13º auxílio às Famílias Acolhedoras. O ato foi realizado nesta manhã, durante evento na Câmara Municipal de Vereadores, com a presença da rede municipal de proteção à criança. O anúncio foi feito pela vice-prefeita municipal Luzia Maidana, representando o prefeito Delano Uber.


 A ocasião também serviu para dar boas-vindas e ouvir a estudiosa Denise Andreia de Oliveira Avelino. Denise é doutoranda em Família e Sociedade pela Universidade Federal de Viçosa (MG) e permanecerá uma semana em Camapuã. Com amplo currículo na área da infância e juventude, ela desenvolve a tese “A política social no Brasil: um estudo da práxis de Acolhimento Familiar para crianças e adolescentes em Camapuã (MS) e Viçosa (MG)”.



Segundo ela, a importância de se estudar o Serviço de Acolhimento Familiar de Camapuã está na valorização do trabalho das Famílias Acolhedoras, na parceria que se estabelece por todos os envolvidos na realização do serviço e nos indicadores de sucesso já apresentados, contrapondo-se à realidade brasileira ainda com baixo índice de êxito.


Denise informou que está em conversação com a atual Secretária Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Petrúcia de Melo Andrade, para apresentação da conclusão de seus estudos àquela Secretaria, uma vez que trata-se de tese inovadora e propositiva sobre tema ainda pouco refletido.


O juiz Deni Luis Dalla Riva, da Infância e Juventude da comarca, lembra que o serviço vem obtendo conquistas e se solidificando ao longo do tempo.“O Família Acolhedora pertence à comarca e existe para o bem das crianças que dele precisam. Os administradores entendem isso, porque vêem os resultados, e cada gestão acaba colocando seu tijolinho nessa edificação”.


Deni lembra também que várias foram as conquistas e cita a remuneração da Família Acolhedora, mesmo quando não está acolhendo; a isenção de IPTU do imóvel da Família Acolhedora; o descanso anual remunerado; e a equipe técnica própria e concursada.


Saiba mais - Prestes a completar 17 anos de existência, período no qual nenhuma criança em situação de vulnerabilidade da comarca foi institucionalizada, o Acolhimento Familiar de Camapuã se caracteriza pela conscientização da rede municipal de proteção à criança e pela valorização dos profissionais que executam o acolhimento.


Por meio deste serviço, famílias residentes no município, selecionadas criteriosamente por equipe técnica, passam a integrar o programa e são capacitadas e remuneradas para receber crianças e adolescentes afastadas pela justiça da família de origem. O acolhimento é temporário e dura até que seja possível a reintegração familiar ou o encaminhamento à adoção.


Autor da notícia: Secretaria de Comunicação - imprensa@tjms.jus.br


Foto: Divulgação (prédio do Fórum de Camapuã)




 

Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Camapuã tem lei que implanta 13º no Família Acolhedora"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Juiz dá 8 dias para Lula se manifestar no caso do sítio

  Polícia ouvirá pais de menina atropelada por caminhão

  Corpo de menino é encontrado em rio após 3 dias

+Notícias mais lidas da semana

Figueirão: morre Rubem Catenacci, dono da Fazenda 3R
O falecimento ocorreu em Curitiba (PR), onde estava internado há alguns dias.
Amigos lamentam falecimento de 'Rubinho Catenacci'
Pecuarista faleceu na madrugada desta terça-feira (23).
Pressão alta? 14 alimentos que deve expulsar da dieta
Saiba como reduzir o risco de hipertensão ao cortar alimentos.
STF: ministro defende liberdade de expressão e imprensa
Censura é 'ilegítima', 'autocrática'e incompatível com 'liberdades fundamentais'
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®