Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Política / Investigação

Publicado em: 12/07/2018 - 15:50:06

Após absolvição, PTC quer Delcídio candidato em MS

A absolvição do ex-senador Delcídio do Amaral, publicada nesta quinta-feira (12) pelo juiz federal Ricardo Leite, é o primeiro passo para sua candidatura nas eleições de outubro. Presidente regional do PTC, partido em que Delcídio é filiado, Cezar Gazolla acredita que Delcídio conseguirá reverter a inelegibilidade e consequentemente concorrerá nas próximas eleições.


Gazolla explica que o partido já esperava pela absolvição do ex-senador em razão da denúncia por obstrução de Justiça se tratar de “uma imbecilidade”.


Com a absolvição, Delcídio deve recorrer agora ao STF (Supremo Tribunal Federal) para anular a inelegibilidade, que culminou com a cassação do mandato, em maio de 2016. O PTC, segundo o presidente da legenda, vai auxiliar o ex-senador nesse processo.


“No que ele precisar estamos à disposição, eu sou advogado e entendo que o objeto da ação que o transformou em inelegível se perdeu com a absolvição”, afirma o presidente.


Sobre as pretensões política de Delcídio no PTC, Gazolla afirma que ainda serão discutidas, mas revela que vaga ao Senado deve ser a escolhida para ser disputada por Delcídio. “Vamos nos reunir e avaliar as questões, há um sentimento de todo o Estado de falta de um senador atuante porque ele representava um diferencial no Senado”, conclui.


Sentença


Na sentença desta quinta, o juiz Ricardo Leite afirmou que áudios de conversas captadas entre Delcídio e os outros envolvidos não são provas válidas “para ensejar qualquer decreto condenatório”. A gravação de conversas foi o principal elemento que embasou a denúncia do MPF.


O magistrado afirmou, ainda, que o processo de investigação não foi suficiente para reconstruir “a realidade fática”. Para Ricardo Leite, várias situações podem ter ocorrido que ocasionaram a conversa entre Delcídio e os outros denunciados e “a prova fornecida (a gravação obtida) foi deficiente”.


Em relação aos pedidos dos réus para liberação de bens bloqueados no decorrer do processo, o juiz pediu para que o MPF se manifeste sobre o assunto em razão de haver outros processos da Lava Jato que envolvem os réus.


 


Foto: Divulgação/Midiamax






Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Após absolvição, PTC quer Delcídio candidato em MS"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Circo pega fogo e incêndio destrói carreta-bilheteria

  PRF apreende 22 quilos de maconha em ônibus na BR-163

  Homem mantinha esposa e filhos em cárcere privado

+Notícias mais lidas da semana

Câmara realiza Sessão Inaugural com presença doPrefeito
Delano Huber, acompanhado de praticamente da equipe, fez leitura de sua mensagem
Marco da Praça Solon Borges recebe golpe da natureza
Há menos de 2 anos recebeu golpe da Prefeitura, quando foi arrancada o arco real
Jovem de 19 anos é morto a tiros em confronto com PMs
Morte ocorreu de madrugada no Jardim Água Boa, quando PMs foram recebidos a tiro
Camapuã:Câmara tem sessão de abertura nesta sexta-feira
Evento, que terá a leitura da mensagem do prefeito, será às 9 horas, no Plenário
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®