Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Mato Grosso do Sul / Câmara dos Deputados

Publicado em: 10/07/2018 - 10:17:07

Saiba quanto gastam por mês os deputados federais de MS

Fábio Trad, Geraldo Resende, Elizeu Dionízio, Luiz Mandetta, Tereza Cristina, Dagoberto Nogueira, Zeca do PT e Vander Loubet: R$ 1,5 milhão em 6 meses


De janeiro a junho deste ano, os oito deputados federais de Mato Grosso do Sul utilizaram mais de R$ 1,5 milhão em cota parlamentar para despesas do mandato. Levantamento feito pelo Jornal Midiamax com base em dados do Portal da Transparência da Câmara dos Deputados revela que mensalmente os políticos sul-mato-grossenses gastam de R$ 20 a R$ 43 mil.


Os dados revelam que entre os oito deputados que atuam na Câmara, o que possui mais gastos neste ano é Vander Loubet (PT). De janeiro a junho, o petista utilizou R$ 263,2 mil da cota parlamentar. O gasto de Vander, em média, é de R$ 43,8 mil por mês.


O deputado com menos gastos neste período é Fábio Trad (PSD), que gastou R$ 104,2 mil de fevereiro a junho. A média do parlamentar é de R$ 20,8 mil gastos por mês. Os gastos de janeiro do deputado não foram contabilizados na média porque ele assumiu o mandato no final de dezembro e declarou ter gasto apenas R$ 3,27 no primeiro mês deste ano.


Na sequência entre os que mais utilizaram a verba está Elizeu Dionizio (PSB), com gasto mensal de R$ 39,8 mil. Nos primeiros seis meses do ano Dionizio utilizou R$ 239,2 mil em cotas. Dagoberto Nogueira (PDT) tem gasto mensal de R$ 37,6 mil, com um total de R$ 225,7 mil no ano.


Por mês, Luiz Henrique Mandetta (DEM) utilizou uma média de R$ 34,3 mil, totalizando R$ 206,4 mil em seis meses. O próximo da lista é Geraldo Resende (PSDB) com um total de R$ 197,1 mil no ano, média de R$ 32,7 mil mensal.


O Portal da Transparência da Câmara também traz os gastos de Zeca do PT, que utilizou R$ 184,6 mil nos primeiros seis meses do ano, uma média de R$ 30,7 mil por mês. Fechando a lista dos parlamentares do Estado está Tereza Cristina (DEM), com um gasto mensal de R$ 28,5 mil, total de R$ 171 mil no ano.


Todos os dados citados na matéria podem ser consultados neste link, fazendo a busca pelo Estado e nome do parlamentar.


O que é a cota


A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar é uma verba prevista em lei e destinada para que os políticos custeiem o trabalho vinculado exclusivamente ao exercício parlamentar. O montante pode ser usado, por exemplo, para despesas de transporte, telefone, alimentação, hospedagem, combustível, divulgação do trabalho político, entre outros.


De acordo com a última alteração de lei interna da Câmara dos Deputados, atualizada em 2015, os parlamentares de Mato Grosso do Sul podem utilizar um limite de R$ 40,1 mil por mês para os gastos da atividade.


Há acréscimo de R$ 1,3 mil na cota quando o parlamentar atua como líder ou vice de partido, presidente de comissão ou representa partidos com menos de um centésimo da composição da Câmara. Mais informações sobre a cota parlamentar estão disponíveis neste link.




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Saiba quanto gastam por mês os deputados federais de MS"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Corumbaense perde por 2 a 0 para os visitantes do Iporá

  Mega-Sena acumulou e pode pagar R$ 12 milhões na quarta

  MS:Inmet prevê frio nas manhãs e noites e calor à tarde

+Notícias mais lidas da semana

Índios prendem homem com motosserra tirando madeira
Foi na Terra Indígena (TI) Urubu Branco, em Confresa, a 1.160 km de Cuiabá (MT)
Camapuã: Câmara analisa afastamento do prefeito e vice
A base é recebimento pelo juiz da denúncia do MP por improbidade administrativa
Médico genecologista e mulher morrem em acidente aéreo
Foi na Capital. Eles estavam na aeronave que caiu no aeroporto Santa Maria
Capivara vira caso de polícia em bar de Coxim
O proprietário do estabelecimento, de 55 anos, foi quem fez o acionamento.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®