Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 12/06/2018 - 16:42:12

Ministro da Cultura anuncia que pedirá demissão

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, deverá colocar nesta terça-feira (12) seu cargo à disposição. Sérgio Sá cancelou o compromisso que teria no Rio de Janeiro. O ministro divulgou mais cedo uma nota oficial em que classificou de “equívoco” a decisão do governo, efetivada via medida provisória (MP), que transfere recursos da Cultura para o recém-criado Sistema Único de Segurança Pública (Susp).


A reação do ministro da Cultura pegou de surpresa seu colega de ministério Raul Jungmann (Segurança Pública). O Palácio do Planalto ainda não se manifestou sobre o episódio.


Em sua nota, Sérgio Sá antecipa um breve balanço de sua administração. “Em quase um ano de trabalho, esta gestão revitalizou o MinC e implementou uma política pública de cultura eficiente e eficaz, de Estado e não apenas de governo, com resultados concretos para o setor e a sociedade, a despeito da exiguidade de recursos”, afirmou.


Segundo o ministro, a MP assinada na segunda-feira (11) pelo presidente Michel Temer “põe em risco esta política e penaliza injustamente o setor cultural”. Ele prometeu lutar contra a proposta do governo no Congresso. “Esperamos que o Congresso Nacional modifique a MP. Trabalharemos incansavelmente por isso. Trata-se de um imperativo ético”, acrescentou.


As críticas de Sérgio Sá Leitão focam a MP 841, que criou o Fundo Nacional de Segurança Pública. Segundo ele, a medida reduz “drasticamente” a participação do Fundo Nacional de Cultura na receita das loterias federais. Ainda de acordo com os dados do ministro, o percentual, que era de 3%, poderá cair a partir de 2019 para 1% e 0,5%, dependendo do caso.


“Trata-se de uma decisão equivocada, que não tem o apoio do Ministério da Cultura”, disse. “Reduzir os recursos da política cultural é na verdade um incentivo à criminalidade, não o oposto. Mais cultura significa menos violência e mais desenvolvimento.”


Sérgio Sá reconheceu que o investimento em segurança pública é “crucial neste momento crítico que o país vive”. Mas ressaltou que o “combate à violência urbana não deve se dar em detrimento da cultura”.




 

Agência Brasil / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Ministro da Cultura anuncia que pedirá demissão"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Mega-sena acumula e prêmio pode chegar a R$ 32 milhões

  Aneel virá a MS para analisar contas altas de luz

  Jovem de 19 anos é morto a tiros em confronto com PMs

+Notícias mais lidas da semana

Camapuã: Câmara abre trabalhos legislativos dia 15
O prefeito municipal Delano Huber deverá apresentar mensagem de trabalho.
Camapuã:Espaço Cultural da Câmara traz volta ao passado
Além da galeria de presidentes, ‘Espaço Cultural José Jonas’ expõe fotos antigas
Câmara realiza Sessão Inaugural com presença doPrefeito
Delano Huber, acompanhado de praticamente da equipe, fez leitura de sua mensagem
Homem é baleado no peito dentro de marcenaria naCapital
Rapaz com cerca de 30 anos foi atingido no peito no local de trabalho.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®