FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 24/05/2018 - 09:32:31

Produtos podem faltar a partir de sábado nos mercados

A greve dos caminhoneiros, que entra no 4º dia nesta quinta-feira (24), pode provocar a falta de produtos alimentícios nos supermercados de Campo Grande. De acordo com o presidente da Amas (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados), Edmilson Veratti, a situação deve ficar crítica a partir de sábado (26) e os municípios do interior do Estado são os mais atingidos com o desabastecimento.


Com a greve dos caminhoneiros, estabelecimentos estão sem receber mercadorias desde o começo da semana e, neste momento, comercializam apenas os estoques. Segundo Veratti, não é possível nem falar em quais mercadorias serão as mais atingidas.


“Vai atingir os pequenos, médios e grandes, porque as indústrias são as mesmas. A situação é pior no interior. Tem lojas que não são abastecidas desde segunda-feira”, explica o presidente da Amas.


Ainda segundo Veratti, o setor supermercadista não deve aumentar os preços dos produtos por conta do desabastecimento, como tem sido feito nos postos de combustíveis.


Segundo ele, os preços dos produtos em estoque devem ser comercializados normalmente e, somente haverá reajustes se os estoques chegarem mais caros. Produtos como hortifrúti já estão aumentando, pois, o Ceasa repassou os produtos mais caros.


Em supermercados de Campo Grande, o movimento é tranquilo nesta manhã. Desde a quarta-feira (23), os estabelecimentos estão colocando placas para racionar os produtos e alertar aos clientes sobre a possível falta de itens.


Os efeitos da greve dos caminhoneiros já são sentidos e afetam postos de combustíveis, Correios e o aeroporto.


Greve dos caminhoneiros


A greve dos caminhoneiros continua e entra no quarto dia consecutivo nesta quinta-feira (24). A categoria bloqueou 15 pontos em estradas federais na quarta-feira (23) e o número deve aumentar, segundo o Sindicam-MS (Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso do Sul). Os caminhoneiros pedem a adesão de outras categorias, além de ajuda com suprimentos.


Ainda segundo o sindicato, haverá bloqueios em mais 18 cidades: Sidrolândia, Maracaju, Itaporã, Dourados, Rio Brilhante, Nova Alvorada, Bataguassu, Naviraí, Mundo Novo, Paranaíba, Chapadão do Sul, Sonora, Coxim, São Gabriel, Bandeirantes, Aquidauana, Água Clara e Nova Andradina.


 


(Foto: Guilherme Cavalcanti)




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Produtos podem faltar a partir de sábado nos mercados"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Morte de turista por raiva humana é confirmada em SP

  Confira os jogos deste sábado naCopa do Mundo da Rússia

  Menina Vitória foi morta por asfixia, indica perícia

+Notícias mais lidas da semana

TJMS breca Processante contra prefeito de Camapuã
Liminar do Tribunal de Justiça foi entregue na Câmara antes do início da sessão
Camapuã: Câmara julga Processante contra o prefeito
Se o resultado foi de, no mínimo, 2/3 contra, prefeito será afastado
80ª Festa de São João Batista tem início em Camapuã
A programação segue até o dia 23 de junho.
Câmara aprova ‘Projeto Menor Aprendiz’ da Dra. Márcia
O menor deverá ter entre 16 e 18 anos e estar cursando o ensino médio.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®