Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Polícia / Violência doméstica

Publicado em: 10/02/2018 - 23:30:15

Mulher sofre aborto ao ser agredida pelo marido

Após ser agredida com golpes de capacete pelo marido, uma grávida de 26 anos acabou sofrendo um aborto nesta sexta-feira (9), decorrentes das agressões sofridas, na cidade de Dourados, a 225 quilômetros de Campo Grande.


A irmã da jovem procurou a delegacia de polícia neste sábado (10) para denunciar o cunhado. Ela disse que na semana no último domingo (4), a vítima foi agredida pelo marido com golpes de capacete, sendo levada para o hospital já que estava apresentando sangramento.


Após ser medicada a vítima foi liberada, mas nesta sexta-feira (9) voltou a passar mal sofrendo um aborto. De acordo com o site Dourados News, ela foi levada para o hospital junto do corpo do bebê enrolado em um lençol.


A polícia investiga o caso para saber os responsáveis pelo aborto e agressões a mulher.




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Mulher sofre aborto ao ser agredida pelo marido"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Os dez melhores poemas do poeta Vinícius de Moraes

  PF faz buscas por piloto de avião interceptado a tiros

  Réu que mandou matar advogado diz que era perseguido

+Notícias mais lidas da semana

Dra.Márcia envia Representação ao Procon sobre lotérica
Ela exige esclarecimento da Caixa sobre fiscalização junto a Lotérica de Camapuã
Dra. Márcia cobra Mesa da Câmara apreciação de pedido
'A Denúncia e Representação contra o prefeito exige o afastamento do cargo', diz
Jovem morre em acidente entre Figueirão e Alcinópol
Aline Oliveira dos Santos, de 20 anos, viajava na garupa da moto acidentada.
Grito de liberdade da mulherada agora é contra o sutiã
Em 1968, protesto conhecido como
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®