Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 13/01/2018 - 17:04:43

Vereador chama polícia para poder exercer fiscalização

Um vereador de Batayporã, a 306 quilômetros de Campo Grande, precisou pedir apoio policial para vistoriar uma marcenaria municipal, localizada em uma fábrica de tubos particular, onde verificaria o estado de conservação das máquinas e das ferramentas existente no local. Porém, teria sido barrado pelo servidor que responde pelo setor.


O caso aconteceu na sexta-feira (12) e, de acordo com o site Nova News, o vereador Germino Roz (PR) tem o hábito de visitar os órgãos públicos como postos de saúde, escolas municipais e demais repartições para obter informações sobre o andamento dos trabalhos.


Segundo Germino, o funcionário disse ter recebido orientação superior de não abrir a marcenaria caso o vereador fosse até lá. Quando o vereador explicou que, na qualidade de fiscalizador, tem direito de entrar nas repartições, o funcionário teria argumentado que não abriria as portas, dizendo que estava apenas cumprindo ordens.


O responsável teria dito que, se o vereador quisesse entrar no local, teria que comunicar a prefeitura e agendar uma visita para uma data futura


Diante da recusa, Germino Roz acionou uma equipe da Polícia Militar que disse ao servidor que, se as portas não fossem abertas, a guarnição teria que usar dos meios legais disponíveis para fazer valer o direito do vereador.


Após fazer algumas ligações telefônicas, o responsável pela fábrica de tubos abriu o local e o vereador pôde fazer a inspeção que desejava.


Outro lado


O prefeito Jorge Takahashi (MDB) disse ao Nova News que não deu a ordem para barrar o parlamentar, pois entende que um órgão público deve estar sempre de portas abertas para vistorias e fiscalizações, além de o vereador estar dentro de seus plenos direitos e, por fim, irá apurar o episódio.


(Foto: Nova News)




 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Vereador chama polícia para poder exercer fiscalização"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

Sábado começa com sol e chuva chega à tarde

  Mega-Sena pode pagar R$ 15 milhões neste sábado

  Motociclista morre ao bater em caminhão na MS-384

+Notícias mais lidas da semana

Família de idoso que morreu no HR pede R$ 3 milhões
Camapuanense morreu após cair de maca.
Mulher quebra o pé ao cair em buraco e quer indenização
Pediu R$ 95 mil à Prefeitura de Campo Grande.
Camapuã: PMs improvisam cobertura com lona em pelotão
Representantes da categoria pediram interdição do local.
Pedreiro é morto a facadas pelo síndico após discussão
Entrada de pessoas não autorizadas no local teria motivado desavença.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®