Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Economia / Impostos

Publicado em: 04/01/2018 - 09:47:18

Medidas incentivam diminuir gastos com energia e água

Duas medidas que entram em vigor este ano podem ajudar a população a cortar gastos em duas contas básicas. Em Campo Grande, a tarifa mínima da água atinge cerca de 150 mil imóveis a partir de fevereiro. Em outra situação, a tarifa branca pode beneficiar 100 mil consumidores de energia em Mato Grosso do Sul, porém, é preciso ficar atento às regras.


Cerca de 10% dos consumidores de Mato Grosso do Sul poderão aderir ao novo regime de cobrança na conta de luz. A estimativa é da concessionária de energia elétrica Energisa.


De acordo com a empresa, aproximadamente 100 mil unidades consumidoras de baixa tensão (residências e comércios) apresentam consumo médio igual ou superior a 500 quilowatts hora e se enquadram no perfil da primeira etapa de transição. O novo regime também pode ser solicitado para novos consumidores, independentemente da faixa de gasto.


A tarifa branca é uma nova opção de cobrança que dá ao cliente a possibilidade de pagar valores diferentes de tarifa em função da hora em que consome energia elétrica. A medida – aprovada no ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – não será obrigatória e vai beneficiar, principalmente, quem conseguir adequar o seu consumo, reduzindo o uso de energia no período de pico e priorizando o uso em horários alternativos.


Com relação à redução da tarifa mínima de água e esgoto, essa medida atinge cerca de 150 mil imóveis de Campo Grande, metade dos 300 mil atendidos pela Águas Guariroba. O novo valor terá impacto nas contas referentes ao mês de janeiro, devido ao decreto 12.344/2017, em vigor desde a última terça-feira. 


Conforme a determinação da prefeitura, parte dos campo-grandenses pagarão 50% menos sobre o valor atual de R$ 75, que corresponderá a um consumo de 5 m³. A partir de 2019, a cobrança será pelo total consumido e não haverá mais pagamento mínimo.


O cálculo para cobrança considera a tarifa de R$ 4,41 para a água, somada à tarifa de esgoto de R$ 3,09. O total desta soma é multiplicado atualmente por 10 m³, valor que será alvo da redução. 






Correio do Estado / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Medidas incentivam diminuir gastos com energia e água"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Circo pega fogo e incêndio destrói carreta-bilheteria

  PRF apreende 22 quilos de maconha em ônibus na BR-163

  Homem mantinha esposa e filhos em cárcere privado

+Notícias mais lidas da semana

Câmara realiza Sessão Inaugural com presença doPrefeito
Delano Huber, acompanhado de praticamente da equipe, fez leitura de sua mensagem
Marco da Praça Solon Borges recebe golpe da natureza
Há menos de 2 anos recebeu golpe da Prefeitura, quando foi arrancada o arco real
Jovem de 19 anos é morto a tiros em confronto com PMs
Morte ocorreu de madrugada no Jardim Água Boa, quando PMs foram recebidos a tiro
Camapuã:Câmara tem sessão de abertura nesta sexta-feira
Evento, que terá a leitura da mensagem do prefeito, será às 9 horas, no Plenário
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®