Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Economia / Impostos

Publicado em: 04/01/2018 - 09:47:18

Medidas incentivam diminuir gastos com energia e água

Duas medidas que entram em vigor este ano podem ajudar a população a cortar gastos em duas contas básicas. Em Campo Grande, a tarifa mínima da água atinge cerca de 150 mil imóveis a partir de fevereiro. Em outra situação, a tarifa branca pode beneficiar 100 mil consumidores de energia em Mato Grosso do Sul, porém, é preciso ficar atento às regras.


Cerca de 10% dos consumidores de Mato Grosso do Sul poderão aderir ao novo regime de cobrança na conta de luz. A estimativa é da concessionária de energia elétrica Energisa.


De acordo com a empresa, aproximadamente 100 mil unidades consumidoras de baixa tensão (residências e comércios) apresentam consumo médio igual ou superior a 500 quilowatts hora e se enquadram no perfil da primeira etapa de transição. O novo regime também pode ser solicitado para novos consumidores, independentemente da faixa de gasto.


A tarifa branca é uma nova opção de cobrança que dá ao cliente a possibilidade de pagar valores diferentes de tarifa em função da hora em que consome energia elétrica. A medida – aprovada no ano passado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – não será obrigatória e vai beneficiar, principalmente, quem conseguir adequar o seu consumo, reduzindo o uso de energia no período de pico e priorizando o uso em horários alternativos.


Com relação à redução da tarifa mínima de água e esgoto, essa medida atinge cerca de 150 mil imóveis de Campo Grande, metade dos 300 mil atendidos pela Águas Guariroba. O novo valor terá impacto nas contas referentes ao mês de janeiro, devido ao decreto 12.344/2017, em vigor desde a última terça-feira. 


Conforme a determinação da prefeitura, parte dos campo-grandenses pagarão 50% menos sobre o valor atual de R$ 75, que corresponderá a um consumo de 5 m³. A partir de 2019, a cobrança será pelo total consumido e não haverá mais pagamento mínimo.


O cálculo para cobrança considera a tarifa de R$ 4,41 para a água, somada à tarifa de esgoto de R$ 3,09. O total desta soma é multiplicado atualmente por 10 m³, valor que será alvo da redução. 






Correio do Estado / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Medidas incentivam diminuir gastos com energia e água"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Jovem é presa com super maconha que levaria de MS a MT

  Pedro Gomes: Jovem de 21 anos passa dia bebendo e morre

  Capivaras na pista fazem carro capotar em Campo Grande

+Notícias mais lidas da semana

Mulher é morta após briga por causa de dinheiro
Teria pedido R$ 50 emprestado.
Camapuã:Motorista que capotou na BR-060 será indenizado
Empresa responsável pelo recapeamento terá que pagar R$ 40 mil.
Caminhoneiro rasga roupas,quebra dente e estupra menina
Foi em Paraíso das Águas. Ele foi preso porque perdeu o boné no local do estupro
Bandidos explodem agências bancárias em Chapadão do Sul
Fortemente armados, explodiram agências da Caixa Econômica e Banco do Brasil
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®