Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Mato Grosso do Sul / Fronteira

Publicado em: 02/01/2018 - 16:28:44

MS é o 6º do Brasil onde Forças atuaram contra tráfico








O mapa das 183 ações de segurança das Forças Armadas, divulgado pelo Estadão, coloca Mato Grosso do Sul em 6º lugar no ranking onde o Exército e Marinha mais participaram de operações ligadas à segurança pública.


O Rio de Janeiro está no topo da lista com 36 ações, sendo 41% destinadas ao combate aos grupos organizados e armados de traficantes de drogas.


 



 


No Distrito Federal, que está em segundo lugar com 23 ações, o Exército ou Marinha se apresenta na proteção de eventos e de autoridades. Pará, Mato Grosso, Bahia e Mato Grosso do Sul completam a lista de unidades da federação com maior número de operações.


Em novembro de 2017, por exemplo, 800 militares do Exército e policiais militares participam de mais uma fase da operação Ágata, na região de fronteira do Brasil com o Paraguai. Por segurança, o Exército não informou quais as rodovias foram fiscalizadas na época, mas garantiu que a ação se estendeu de Guaíra, no Paraná, até Caracol, no sul de Mato Grosso do Sul.


Em uma fase anterior, no mês de julho, os militares realizaram a operação durante três dias e apreenderam mais de R$ 13 mil em produtos contrabandeados, além de 48 munições e duas armas longas. Em dezembro, entre os dias 19 e 20 de dezembro, Operação Vulcão, do Exército Brasileiro realizou a destruição inédita de nove mil armas.


Em Mato Grosso do Sul, boa parte das operações, divididas entre o combate ao tráfico de drogas, contrabando de produtos, munições e armas, fazem parte do treinamento para o Sisfron (Sistema de Monitoramento de Fronteira).


No dia 25 de outubro de 2017, um grupo de 3,4 mil militares do Exército de cinco municípios da região sul do Estado participou da Operação Panduí, para uma simulação em veículos de guerra, armas e pontos de bloqueio.


Sisfron


O projeto-piloto do Sisfron funciona na 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Dourados e abrange cerca de 650 quilômetros de fronteiras no estado, que são monitorados por radares fixos e móveis, sensores óticos e câmeras de longo alcance. Mato Grosso do Sul está localizado na fronteira do Brasil o Paraguai e a Bolívia.


O Sisfron está em fase de testes e foi criado para proteger a fronteira do narcotráfico e contrabando. O sistema é composto de radares, veículos, computadores e sistemas de comunicação de última geração. O projeto piloto do Sisfron deve ficar pronto até 2021 e vai abranger mais de 16 mil quilômetros de fronteira no Brasil.


O projeto também engloba comunicações táticas e estratégicas, e conta com tropas do exército, caminhões, trens, helicópteros e blindados. O monitoramento de vídeo será feito pelo exército por câmeras e transmitido em tempo real para o centro de comando. O sistema prevê que podem ser usados também câmeras de longo alcance, satélites e veículos não tripulados, que podem filmar e tirar fotos.


Foto: Divulgação/Midiamax







 

Midiamax / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "MS é o 6º do Brasil onde Forças atuaram contra tráfico"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Receita obriga Palmeiras a mudar acordo com a Crefisa

  Marinha abre processo seletivo com quase 500 vagas

  Detentos fazem limpeza no Aquário do Pantanal

+Notícias mais lidas da semana

Família de idoso que morreu no HR pede R$ 3 milhões
Camapuanense morreu após cair de maca.
Homem morre após capotar veículo furtado em rodovia
O criminoso estava fugindo em direção à fronteira.
PRF intercepta maior carregamento de cigarros do país
Flagrante aconteceu em Jaraguari.
Corpo de macaco é encontrado em fazenda de MS
Há suspeita de febre amarela.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®