Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Água Clara / Vereador

Publicado em: 19/12/2017 - 16:18:14

Vereadora é afastada do cargo por suspeita de propina

A vereadora Márcia Queiroz Vida (PT do B), que é vice-presidente da Câmara Municipal de Água Clara, foi afastada do cargo. A parlamentar foi presa durante operação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), realizada na manhã de hoje. No entanto, acabou solta pela Justiça antes mesmo de ir para uma cela.


Conforme apurou o Portal Correio do Estado, Márcia teria usado a funcionária Neis Oliveira da Silva, para cobrar propina da colega Gerolina da Silva Alves (PSDB), que enfrenta um processo de cassação na Câmara. A vereadora teria cobrado R$ 80 mil para  votar contra a cassação da colega.


Na manhã desta terça-feira (12), as duas foram presas preventivamente por corrupção e tráfico de influência, na operação 'Voto de Minerva", deflagrada pelo Gaeco, conduzida pelo promotor de justiça Paulo Henrique Mendonça. Na ação, também foram apreendidos aparelhos celulares e documentos.


Poucas horas depois da prisão, a juíza Thielly Dias de Alencar Pithan, responsável pela Comarca do município, mandou soltar as duas, decidindo apenas pelo afastamento da vereadora.


Ao Portal Correio do Estado, o promotor Paulo Henrique Mendonça afirmou que não poderia comentar sobre a ação, pois tudo corre em segredo de Justiça, mas disse que dará andamento as investigações.


A reportagem também tentou contato com a vereadora na Câmara Municipal, no entanto, segundo funcionários, o expediente na Casa de Leis terminou pela manhã.


VOTO DE MINERVA


Conforme o Ministério Público Estadual, o nome da operação é em referência àquele que decide uma votação que de outra forma estaria empatada.


 O termo se refere ao episódio da mitologia grega em que a deusa Palas Atena (que corresponde à deusa romana Minerva) preside o julgamento de Orestes, um reles mortal.


Foto: Divulgação/Câmara Municipal de Água Clara (vereadora Márcia Queiroz Vida)




 

Correio do Estado / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Vereadora é afastada do cargo por suspeita de propina"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

Sábado começa com sol e chuva chega à tarde

  Mega-Sena pode pagar R$ 15 milhões neste sábado

  Motociclista morre ao bater em caminhão na MS-384

+Notícias mais lidas da semana

Família de idoso que morreu no HR pede R$ 3 milhões
Camapuanense morreu após cair de maca.
Mulher quebra o pé ao cair em buraco e quer indenização
Pediu R$ 95 mil à Prefeitura de Campo Grande.
Camapuã: PMs improvisam cobertura com lona em pelotão
Representantes da categoria pediram interdição do local.
Pedreiro é morto a facadas pelo síndico após discussão
Entrada de pessoas não autorizadas no local teria motivado desavença.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®