Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 06/12/2017 - 13:16:10

PMDB define Moka para Senado

Após empossar o ex-governador André Puccinelli como presidente do partido e responsável pelas alianças com vistas à eleição de 2018, o PMDB vai aguardar resultado de pesquisas de intenção de voto antes de definir o candidato ao governo, e aposta, como consenso, na reeleição do senador Waldemir Moka.


De acordo com o deputado Paulo siufi, um dos principais apoiadores do nome de Puccinelli para disputa da sucessão de Reinaldo Azambua (PSDB), além do ex-governador o partido fará pesquisas, qualitativas e quantitativas, para definir em cima dos resultados com os nomes da senadora Simone Tebet, do deputado Júnior Mochi e do recém filiado Waldeli Rosa, prefeito de Costa Rica.


“Hoje, o nome mais forte é o André, pelo legado que deixou e as pesquisas indicam isso”, afirmou o deputado estadual Renato Câmara, que preside o diretório do PMDB em Dourados.


Paulo Siufi revelou que o ex-governador quer visitar os 79 municípios do Estado, para ‘aglutinar’ apoio da população e de outros partidos.


“Vamos visitar o interior do Estado e como uma forma de correlacionar com antigamente vamos fazer o MSForte3, mas de uma forma simbólica, para que a população entenda que vamos buscar crescimento e desenvolvimento de Mato Grosso do Sul”, pontuou Siufi.


Consenso


Segundo os dois peemedebistas, o único consenso na legenda é a candidatura de Waldemir Moka para disputar, de novo, o Senado pelo PMDB. Siufi adiantou que outro potencial candidato pode vir de uma eventual coligação.


Câmara afirmou ainda que é preciso esperar movimentação no cenário político, bem como possíveis filiações e desfiliações. Ele citou a chegada à legenda dos ex-deputados estaduais Antônio Braga e Antônio Carlos Arroyo, que estão apto a disputarem um cargo na eleição de 2018.


As definições de candidatos do PMDB só devem acontecer, de fato, no começo de março do próximo ano. “Infelizmente as coisas no país se acontecem depois do Carnaval”, frisou Siufi.


Além de pleitear reeleição de Moka e garantir a disputa pelo governo, o PMDB pretende eleger dois ou três deputados federais e seis ou oito deputados estaduais.




 

Midiamax/ Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "PMDB define Moka para Senado "

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Anoreg quer fim de fundos que oneram taxas cartorárias

  Renato Aragão deve ir para o programa A Praça É Nossa

  Família procura jovem desaparecida em MS

+Notícias mais lidas da semana

Presa por morte em motel trocou mensagens com suspeito
Fernanda e Patrick Fontoura foram trocadas no dia da morte de Daniel Abuchaim
Avião cai em Chapadão do Sul e mata piloto
Ele decolou por volta das 10 horas em uma fazenda e ia para Juara (MT)
Família procura jovem desaparecida em MS
Família está desesperada e já procurou a polícia
Menina morta em agressões de colegas é enterrada
Gabrielly era querida na igreja onde cantava e participava de teatros,diz pastor
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®