Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Geral / Geral

Publicado em: 11/08/2017 - 13:00:28

Botulismo foi responsável pela morte de bovinos em MS

Exames confirmaram que os mais de mil bovinos de uma propriedade em Ribas do Rio Pardo – cidade a 97 quilômetros de Campo Grande- morreram em decorrência de botulismo. O resultado foi feito com base em amostras da silagem de milho fornecida ao gado. Isso significa que os animais morreram por intoxicação alimentar.


Em nota conjunta da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal de Mato Grosso do Sul (Iagro), Superintendência Federal de Agricultura em Mato Grosso do e Mapa (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), é informado que, nas amostras da silagem de milho fornecida aos bovinos do confinamento, há a presença das toxinas botulínicas tipo C e D.


A suspeita de botulismo já havia sido informada inicialmente pelo setor de Patologia Veterinária da UFMS (Universidade Federal do Mato Grosso do Sul). “A presença destas toxinas no alimento dos animais, somada à investigação clínico-epidemiológica realizada na propriedade rural, permite a conclusão do caso com o diagnóstico de botulismo”.


A nota ressalta que não se trata de doença infecto-contagiosa, mas sim de uma intoxicação alimentar. “O Clostridium botulinum, bactéria produtora da toxina, está normalmente presente no ambiente e depende de condições favoráveis para o seu desenvolvimento, tais como matéria orgânica, alta umidade e anaerobiose, o que pode ser evitado com boas práticas e cuidados na formulação, conservação e armazenamento dos alimentos a serem fornecidos aos animais”, informa a nota.


Morte misteriosa


A morte de pelo menos 1,1 mil cabeças de gado começou na quinta-feira (3). Um vídeo do jornal Folha da Região, de Araçatuba, é possível ver diversos animais mortos em meio a bovinos ainda vivos. O prejuízo do dono da propriedade, é de cerca de R$ 2 milhões.


No começo desta semana, equipes foram até a fazenda para fazer as notificações. Segundo o dono da propriedade, o pecuarista Persio Airton Tozzi, das 1,7 mil cabeças da fazenda, 600 já estavam mortas. Mais amostras dos animais foram recolhidas.


Na segunda-feira (7), a equipe da Iagro voltou à fazenda e constatou morte de mais 500 cabeças de gado, totalizando 1,1 mil mortes. Os lotes de bovinos e ovinos fora do confinamento não apresentaram nenhuma sintomatologia e ou morte. Nos demais animais da propriedade não foram constatadas doenças infectocontagiosas.




 

Midiamax/ Camapuã News

Opinies

0 Comentrios para "Botulismo foi responsável pela morte de bovinos em MS"

Deixe sua opinio

AVISO: As opinies so de inteira responsabilidade de seus autores e no representam a opinio do site camapuanews. vedada a insero de comentrios que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, aps identificado o IP, responsveis civil e penalmente por seus contedos.
Nome
E-mail (No divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Bolsonaro é hostilizado com ovada durante visita à SP

  Justiça Trabalhista terá mutirão para acelerar processo

  Dado Dolabella é preso por não pagar pensão

+Notícias mais lidas da semana

PM mata perito a tiros dentro de ônibus na BR-163
Não há informações se mais alguém ficou ferido.
Adolescentes desaparecidos são localizados em Jaraguari
Segundo os pais, os jovens queriam 'dar um tempo' e sair de casa.
Ladrão invade farmácia e leva funcionário como refém
Caso aconteceu hoje em Campo Grande.
Iagro confirma casos de raiva bovina em MS
Orientação da Iagro é para a vacinação antirrábica urgente.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®