Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Eventos / Geral

Publicado em: 04/05/2017 - 13:20:28

Conselheiro destaca estragos provocados pela corrupção

Ladeado pelo presidente do Tribunal de Justiça, Des. Divoncir Schreiner Maran, pelo diretor-geral da Ejud-MS, Des. Júlio Roberto Siqueira Cardoso e autoridades constituídas dos outros poderes e entidades, o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Conselheiro Valdir Neves, chamou a atenção dos presentes para os estragos que a corrupção causa na sociedade. “É triste constatarmos, mas os dados apontam que o Brasil está involuindo, sobretudo na questão da criminalidade. O Estado não tem sido competente suficientemente para apresentar alternativas. Quando um gestor fracassa não é ele que perde, mas sim a população”, apontou o Conselheiro na abertura do “II Fórum de Direito, Ética e Combate à Corrupção”, que teve início às 8 horas de hoje (4) e acontece até amanhã (5), na sede do TCE. 




A primeira palestra do evento, sobre “Delação Premida”, foi do advogado da Odebrecht, José Carlos Porciúncula, e a mesa foi presidida pelo Des. Júlio Roberto Siqueira Cardoso, que abriu a rodada questionando: “Que instituto é esse que combateu a máfia, que é usado há tanto e tanto tempo no mundo todo e que estava dormindo no Brasil?”. Em seguida passou a palavra ao palestrante, que explanou sobre o assunto,  e, entre outras coisas, chamou a atenção para a necessidade de sempre se evitar o intuitivo e aplicar a essência do Direito. 



A delação premiada é considerada por algumas pessoas como um “prêmio” para o acusado que opta por delatar os comparsas e ajudar nas investigações da justiça. De acordo com a lei brasileira, o juiz pode reduzir a pena do delator entre 1/3 (um terço) e 2/3 (dois terços), caso as informações fornecidas realmente ajudem na celeridade de um julgamento. A delação está prevista por lei no Brasil desde 1999, por meio do Decreto de Lei nº 9.807 e no artigo 159 do Código Penal Brasileiro. O advogado José Carlos Porciúncula expôs o assunto, com conhecimento profundo e fez um paralelo das influências do instituto no combate à corrupção no quadro politico e econômico brasileiro. 

Amanhã



O evento seguiu pela manhã com o painel Avanços dos Tribunais de Contas, a tarde abre com o Papel do CNJ no Combate à Corrupção, com o Papel da RFB no Combate à Corrupção, a Eficiência da Advocacia Pública para o Combate à Corrupção, o Papel da CGU no Combate a Corrupção e a Atuação com os outros Órgãos. Amanhã (5), às 8 horas, haverá a palestra o Custo da Corrupção no País e a Atuação da PF, Boas Práticas para a Prevenção e o Combate à Corrupção  – A Experiência do Tribunal de  Contas do Distrito Federal, a Possibilidade de Transação à Luz da Lei nº 8.429/92, Corrupção, Financiamento Político e Caixa 2, a Construção da Política de Enfrentamento da Corrupção: Avanços e Desafios, fechando o circuito a palestra sobre a Prova no Processo Penal – sua Utilização em Outros Procedimentos.



Segundo o Conselheiro Valdir Neves, o objetivo do evento é contribuir para uma ampla reflexão sobre a realidade brasileira e oportunizar a união das instituições para o fortalecimento de políticas públicas eficazes, de acordo com as expectativas da sociedade.  

O evento tem a participação do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, por meio de sua Escola Judicial (Ejud-MS), e de outras instituições jurídicas brasileiras e fazem parte da sua Comissão Organizadora e Científica o diretor-geral da Ejud-MS, Des. Júlio Roberto Siqueira Cardoso, e o presidente da Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul (Amamsul), juiz Fernando Chemin Cury. Na Comissão Avaliadora, fazem parte o Des. Júlio Siqueira e o juiz Alessandro Meliso, diretor da Escola da Magistratura de Mato Grosso do Sul (Esmagis). 

Fonte: Site TJMS/Assessoria


Fotos: Assessoria (1ª plenário do Fórum e 2ª presidente do TJMS e o advogado da Odebrecht, José Carlos Porciúncula


 




   

TJMS / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Conselheiro destaca estragos provocados pela corrupção"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  Inovação à mesa: salada de músculo com maçã e nozes

  Juiz quer avaliação psicológica de advogada

  Jovem agride idosa de 80 anos a pauladas para roubar

+Notícias mais lidas da semana

Câmara realiza Sessão Inaugural com presença doPrefeito
Delano Huber, acompanhado de praticamente da equipe, fez leitura de sua mensagem
Camapuã:Espaço Cultural da Câmara traz volta ao passado
Além da galeria de presidentes, ‘Espaço Cultural José Jonas’ expõe fotos antigas
Jornalista Boichat morre em queda de helicóptero em SP
Aeronave bateu na parte dianteira de um caminhão na Rodovia Anhanguera
Marco da Praça Solon Borges recebe golpe da natureza
Há menos de 2 anos recebeu golpe da Prefeitura, quando foi arrancada o arco real
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®