Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

FECHAR
> Cultura / Artes

Publicado em: 01/05/2017 - 07:50:06

POESIA: 'Trabalho' - Homenagem aos trabalhadores

TRABALHO
No livro 'Sonhos & Realidades', de Etevaldo Vieira de Oliveira.

O trabalho me diverte,
Inspira-me e converte
Em uma máquina pensante.
O que faço é porque gosto,
No trabalho muito aposto,
No trabalho sou constante.


Meu trabalho é sadio,
Sempre odiei os vadios,
O futuro é do audaz.
Com minha honestidade,
Com minha serenidade,
No trabalho encontro paz.


O meu sonho de justiça,
Desde minha criancice
Carrego no coração.
Hoje sou homem formado,
Ainda carrego o fardo,
“Justiça é ilusão”.

Mas o mundo do altíssimo,
A que haver a Justiça,
Pois sempre hei de lutar.
Oh! Deus todo Onipotente
No trabalho consciente,
Faça a justiça reinar.


"Uma pequena homenagem a todos aqueles que desenvolvem seu trabalho com amor, dedicação e honestidade. Lembre-se que todo trabalhador que executa com responsabilidade a sua profissão, seja de gari, engraxate a médico, professor ou executivo, é um dos elos da corrente que faz o mundo crescer. No mundo, todo trabalhor honesto e responsável tem a mesma importância para a sociedade." (Etevaldo Vieira)




 

Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "POESIA: 'Trabalho' - Homenagem aos trabalhadores"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

Sábado começa com sol e chuva chega à tarde

  Mega-Sena pode pagar R$ 15 milhões neste sábado

  Motociclista morre ao bater em caminhão na MS-384

+Notícias mais lidas da semana

Família de idoso que morreu no HR pede R$ 3 milhões
Camapuanense morreu após cair de maca.
Mulher quebra o pé ao cair em buraco e quer indenização
Pediu R$ 95 mil à Prefeitura de Campo Grande.
Camapuã: PMs improvisam cobertura com lona em pelotão
Representantes da categoria pediram interdição do local.
Pedreiro é morto a facadas pelo síndico após discussão
Entrada de pessoas não autorizadas no local teria motivado desavença.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®