FECHAR
> Ribas do Rio Pardo / Geral

Publicado em: 12/03/2017 - 16:19:20

Mulher desaparecida em SC há 21 anos é encontrada em MS

Uma história surpreendente que tinha tudo para não ter desfecho feliz surpreendeu duas famílias, uma em Santa Catarina e outra em Mato Grosso do Sul. No começo deste mês, uma mulher de 43 anos que há 21 anos não via a família foi encontrada em fazenda do Estado. O caso só foi revelado agora pela Polícia Civil.

Conforme apurou o site de notícias G1 SC, a mulher, que não teve identidade divulgada, desapareceu da cidade de Iporã do Oeste (SC) em 1996. Na época, ela tinha pouco mais de 20 anos, estava noiva e fugiu de casa porque sofria agressões do pai.

Os anos se passaram e a família que permanece no sul do país nunca mais conseguiu contato com a jovem. Cartazes de desaparecimento, inclusive, foram espalhados pela cidade.

Há quatro anos, um irmão da mulher procurou a Delegacia de Pessoas Desaparecidas de Santa Catarina para novamente registrar o caso e tentar localizar a irmã. Durante as investigações, policiais encontraram cadastro em nome da mulher no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

A desaparecida estava viva e morando em fazenda da área rural de Ribas do Rio Pardo, distante 97 quilômetros de Campo Grande. A polícia chegou até a mulher por meio dos três filhos que ela tem e são matriculados em escolas do Estado. O Conselho Tutelar de Ribas ajudou no contato com a família.

No primeiro momento, a mulher se recusou a ter contato com os parentes que a procuravam há 21 anos. No entanto, dois dias depois, ela mudou de ideia e afirma que quer reencontrar a família. O pai que a agredia morreu há alguns anos.

Conforme disse à Polícia Civil, a mulher espera conseguir visitar os parentes até o mês de abril.

Foto: Divulgação/PC 



Uma história surpreendente que tinha tudo para não ter desfecho feliz surpreendeu duas famílias, uma em Santa Catarina e outra em Mato Grosso do Sul. No começo deste mês, uma mulher de 43 anos que há 21 anos não via a família foi encontrada em fazenda do Estado. O caso só foi revelado agora pela Polícia Civil.


Conforme apurou o site de notícias G1 SC, a mulher, que não teve identidade divulgada, desapareceu da cidade de Iporã do Oeste (SC) em 1996. Na época, ela tinha pouco mais de 20 anos, estava noiva e fugiu de casa porque sofria agressões do pai.


Os anos se passaram e a família que permanece no sul do país nunca mais conseguiu contato com a jovem. Cartazes de desaparecimento, inclusive, foram espalhados pela cidade.


Há quatro anos, um irmão da mulher procurou a Delegacia de Pessoas Desaparecidas de Santa Catarina para novamente registrar o caso e tentar localizar a irmã. Durante as investigações, policiais encontraram cadastro em nome da mulher no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).


A desaparecida estava viva e morando em fazenda da área rural de Ribas do Rio Pardo, distante 97 quilômetros de Campo Grande. A polícia chegou até a mulher por meio dos três filhos que ela tem e são matriculados em escolas do Estado. O Conselho Tutelar de Ribas ajudou no contato com a família.


No primeiro momento, a mulher se recusou a ter contato com os parentes que a procuravam há 21 anos. No entanto, dois dias depois, ela mudou de ideia e afirma que quer reencontrar a família. O pai que a agredia morreu há alguns anos.


Conforme disse à Polícia Civil, a mulher espera conseguir visitar os parentes até o mês de abril.





 

Correio do Estado / Camapuã News

Opiniões

0 Comentários para "Mulher desaparecida em SC há 21 anos é encontrada em MS"

Deixe sua opinião

AVISO: As opiniões são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site camapuanews. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, após identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.
Nome
E-mail (Não divulgado)
Mensagem
     
+Leia mais notícias

  TRE-MS barra 10 candidaturas

  Juiz eleitoral diz que urna eletrônica é segura

  Morador põe fogo em lixo e quase incendeia casa

+Notícias mais lidas da semana

Camapuã: Escola Camilo Bonfim completa 50 anos
Em localização privilegiada, a Escola Camilo Bonfim foi inaugurada em 1968.
Camapuã: chuva faz adiar evento no Camilo Bonfim
Evento foi transferido para terça-feira (18), amanhã, com a mesma programação.
Neto é detido por morte de ex-diretora da Fetems
Adolescente de 17 anos e amigo queriam 'assassinar alguém'.
Camapuã:Mulher sofre emboscada e é agredida pelo marido
A vítima registrou o caso e pediu uma medida protetiva contra o autor.
Publicidade


2009 © Todos os direitos reservados ao Camapuã News. Este material pode
ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído, desde que citada a fonte.
Marknet®